INÍCIO /// NACIONAL
 
 
 
 
 
Novo projeto contou com a presença do Secretário de Estado da Juventude e Desporto.
Artigo publicado a 2020-11-15 /// 181 visualizações
 
Projeto Bolota, um apelo à confiança
Apresentação do Projeto Bolota contou com a presença do Secretário de estado da Juventude e do Desporto.
No passado dia 12 de novembro, decorreu mais uma tertúlia online, da Flor de Lis, onde esteve em debate o tema central da edição de outubro: Projeto Bolota: Refletir e Agir. Esta tertúlia contou com a presença do Secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, o Chefe Nacional Adjunto, Paulo Pinto, Afonso Santos, Pioneiro do Agrupamento 581, de Vila Nova de Santo André e Carolina Figueiredo, Caminheira, no Agrupamento 134, da Guarda a moderar o debate.

No arranque do debate Ivo Faria, Chefe Nacional do CNE agradeceu a presença de todos, em especial do Secretário de Estado, neste espaço que é fundamentalmente de partilha e com um tema que apela fundamentalmente à confiança. Reforçou ainda que " é sobre esta égide de confiança que queremos continuar a funcionar."

De seguida tomou a palavra João Paulo Rebelo, Secretário de Estado da Juventude e Desporto que reafirmou acompanhar todo o trabalho desenvolvido pelo movimento, e que sendo o CNE a maior associação de juventude em Portugal assume nos tempos que vivemos uma particular relevância. " Durante todo este tempo souberam-se adaptar, criando novas atividades, e caminharam para que o sentimento de confiança esteja presente no que fazem."

Paulo Pinto, Chefe Nacional Adjunto e responsável pelo Projeto Bolota fez uma breve apresentação deste projeto, assim como, o seu enquadramento e áreas de ação.

A tertúlia contou ainda com o testemunho de Afonso Santos, Pioneiro do Agrupamento 581, de Vila Nova de Santo André que explicou como decorreu o regresso às atividades e todas as adaptações e regras que tiveram de implementar. Realçou mesmo que "considero que somos um exemplo como o escutismo pode funcionar em segurança".

João Paulo Rebelo, no final reforçou que " sei que posso contar com o CNE e que o CNE também pode contar com a Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto. Reitero que o resultado do vosso trabalho é precioso à nossa sociedade".

O Chefe Nacional Adjunto a fechar sublinhou a forma brilhante como os adultos voluntários estão ao serviço dos jovens. "Se tivermos adultos confiantes em todo este processo que estamos a passar, teremos com certeza jovens igualmente confiantes".

Recordamos que as tertúlias "Flor de Lis" realizam-se todos os meses, onde se debate o tema centrar da revista daquele mês.

Texto de: Susana Micaela Santos. Imagem de: Gonçalo Pinto.
 
Bookmark and Share