INÍCIO /// REGIÕES
 
 
 
 
 
João Costa, ex-chefe regional, marcou presença.
Artigo publicado a 2020-01-22 /// 311 visualizações
 
Nova Sede Regional já abriu portas na cidade de Setúbal
O "Dia de Reis" trouxe um presente especial aos escuteiros da Região de Setúbal. A Sede Regional passou a funcional em pleno nas suas novas instalações, situadas na rua Jacob Azambuja
Na noite de 6 de janeiro, na presença de alguns amigos e de muitos representantes dos agrupamentos, a Chefe Regional procedeu à abertura oficial da nova infraestrutura do CNE.

"Mais que uma inauguração este é um primeiro passo que nos permite trabalhar aqui" afirmou Ana Margarida Chagas, ao destacar que este é "o espaço com que sempre sonhámos".

João Costa, ex-chefe regional, marcou presença para sublinhar que este é um sinal da vitalidade do escutismo na região e que o novo equipamento é também uma responsabilidade para fazer sempre mais e melhor.

Além de um representante da Câmara Municipal, esta ocasião contou também com a presença do Chefe Nacional do CNE. Ivo Faria realçou ser o escutismo "um movimento de tendas e de campo", reconheceu que o novo espaço que abria portas, é também "o sinal daquilo que vamos conseguindo fazer crescer na nossa região que é uma região boa e está de facto em franca expansão".

O Chefe Nacional manifestou ser um momento de alegria para todo o CNE ao afirmar: "estamos todos contentes convosco, muitos parabéns".

O novo espaço já abriu portas e tem a funcionar em pleno o DMF regional e a secretaria. Mas as novas instalações representam também um passo importante na "autonomia" da Região.

A Chefe Regional sublinhou que, a partir de agora, "temos instalações próprias com capacidade para acolher reuniões alargadas, e responder às necessidades da formação".

A nova Sede Regional possui balneários, espaços que vão acolher camaratas, copa para preparar refeições, e área reservada a uma futura capela. A médio prazo, a área vai aumentar ainda mais com a colocação de um piso intermédio.

A noite que foi de festa e confraternização, terminava a olhar as candidaturas ao próximo processo eleitoral. Representantes da lista candidata à Junta Central e das duas listas que concorrem ao Conselho Fiscal e Jurisdicional Nacional, apresentaram as suas linhas de força e apelaram a uma boa participação da Região no próximo escrutínio nacional.

Texto e fotografia de: Henrique Matos.
 
Bookmark and Share