INÍCIO /// REGIÕES
 
 
 
 
 
Região de Coimbra constrói projeto de apoio social.
Artigo publicado a 2019-10-10 /// 498 visualizações
 
Férias de Campo em Coimbra: Uma experiência de serviço e progresso
Caminheiros e Companheiros constroem projeto de apoio social a jovens institucionalizados. Durante quatro dias foram desafiados com torneios inter-equipas.
Crescimento e progresso pessoal foram as duas palavras de ordem da terceira edição das Férias de Campo organizadas pela Região de Coimbra. Entre os dias 27 e 30 de agosto 20 caminheiros e companheiros de dez agrupamentos diferentes, acompanhados por dois dirigentes, receberam crianças e jovens de seis instituições diferentes no Centro de Juventude da Tábua XXI.

Envolvidos no imaginário "Monstros: A universidade", os 39 participantes tiveram a "oportunidade de conviver com o escutismo e de estar longe dos seus problemas", explica José Miguel Portulez, Caminheiro do Agrupamento 1321, Vila Verde, Coimbra. Para Sofia Rainho, Companheira do Agrupamento 235, Figueira da Foz, a atividade demonstra "a sua importância acrescida pelo impacto que tem na vida destes jovens".

Numa atividade de serviço preparada com sete meses de antecedência, foi possível admirar a dedicação, com a qual os jovens se entregaram no imaginário da mesma, pelo "sorriso que esboçavam, de forma natural", explica Sofia Rainho. Da mesma forma, também as relações interpessoais desenvolvidas pelos voluntários marcaram o espírito vivido antes e durante as Férias de Campo.

"Houve momentos altos e baixos", explica o Caminheiro do 1321,Vila Verde, contudo com a união da equipa de preparação da atividade tornou-se possível organizar uma das "mais bonitas formas de fazer serviço", concluiu. "Afinal, possibilitou-se a todos os jovens o estabelecimento de novos laços de amizades e a aquisição de novos conhecimentos", salientou José Miguel Portulez.

Divididos em sete equipas, os participantes foram desafiados com jogos de água, torneios inter-equipas, jogos noturnos e algumas surpresas. Por entre sorrisos e algumas lágrimas no momento de despedida, Sofia Rainho confessa que esta atividade de serviço a ajudou a por em prática os "ideais escutistas no seu dia a dia".

Desta forma, os caminheiros e companheiros da região de Coimbra construíram um projeto de apoio social, cujo principal objetivo é oferecer a estas crianças e jovens a oportunidade de viver atividades diferentes das que estão acostumadas durante o verão.

Texto de: Rita Flores. Fotografia de: Equipa Organizadora FCC19.
 
Bookmark and Share