INÍCIO /// REGIÕES
 
 
 
 
 
Foram lançadas pistas para o Encontro Nacional de Chefes de Agrupamento.
Artigo publicado a 2018-11-04 /// 107 visualizações
 
Região de Braga juntou Chefes de Agrupamento no ERCA
O Auditório Vita, em Braga acolheu o ERCA – Encontro Regional de Chefes de Agrupamento, que reuniu os líderes de mais de 140 agrupamentos.
Os presentes foram impulsionados pelo entusiasmo de partilharem ideias, projetos, de suprirem constrangimentos, na construção de propostas rumo ao centenário.

Da parte da manhã, os cerca de 200 participantes escutaram o Joaquim Freitas, Chefe Nacional Adjunto numa apresentação tendo como prioridades o trabalho que se pretende implementar ao nível do desenvolvimento e das relações externas, lançando pistas para o Encontro Nacional de Chefes de Agrupamento, e o João Armando, alertando para a força social poderosa que é o Escutismo, deixando o desafio para “Fazer melhor, Ser mais, Maior impacto”.

Seguiram -se depois para pequenos grupos, ao encontro dos moderadores que os lançaram sobre cinco temas estratégicos de: Escutismo na Comunidade, Gestão de Adultos, Envolvimento Jovem, Agrupamento Sustentável e Pistas para o Futuro.

Este modelo de partilha de pequenos grupos em sala, permitiu reunir as necessidades ao nível local que mais os inquietam, os seus anseios e preocupações, gerando partilha de boas práticas com vista à oferta de escutismo de qualidade. Saíram para um momento de plenário, onde os moderadores lançaram as suas conclusões que agora serão concretizadas em documento estratégico regional.

Ao final da tarde, realizou-se um Fórum “Liderança, Pedagogia e Desenvolvimento”, tendo como oradores convidados, Susana Torres, da PrimeLine Coaching, Sara Coutinho, da Associação Salvador e o Ivo Faria, Chefe Nacional do CNE, moderado pelo dirigente e jornalista Bruno Ferreira.

O Chefe Regional de Braga, Hugo Cunha destacou o momento histórico em reunir tão elevado número de líderes de chefes de agrupamento, transmitindo esta proximidade, a quem lida com a magia do escutismo, porque são eles que se encontram com os miúdos, que os moldam para realmente mudarmos a vida das pessoas, começando nas comunidades para o mundo.

Foi um dia de encontro, numa demonstração de unidade em torno do que coletivamente consideramos ser este valor maior do Escutismo trilhando caminhos seguros e verdadeiramente coletivos.

Texto e fotografia de: Comunicação da Junta Regional de Braga.
 
Bookmark and Share