INÍCIO /// ACTUALIDADE
 
 
 
 
 
A organização conjunta do CNE, AEP e AGP deste Mafeking Talks.
Artigo publicado a 2018-04-17 /// 3167 visualizações
 
Mafeking Talks: três associações, uma missão
As associações escu(o)tista e guidista de Portugal organizaram em conjunto uma conferência internacional, integrada nas comemorações de Cascais Capital Europeia da Juventude.
Cascais Capital Europeia de Juventude recebeu no fim de semana de 14 e 15 de abril, a Mafeking Talks, uma conferência de dimensão internacional, tendo como foco principal dar a conhecer o que de melhor se faz no escu(o)tismo e guidismo em Portugal e no mundo.

Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais na cerimónia de abertura dirigiu-se a todos os presentes afirmando que "Quem vos fala é também um escuteiro..." Na sua intervenção reforçou a força do movimento na vila de Cascais e a sua importância na sociedade "são sempre todos bem vindos, mas se vierem todos juntos, serão ainda mais, pois terão a capacidade de projetar ainda mais a mensagem de B-P. Esta capacidade de portugueses, e de todos os escuteiros e guias serem um povo tolerante, que acolheu sempre de braços abertos os outros, mesmo pensado de modo diferente, mesmo vindos de outras regiões, do mundo e até tendo outras religiões. Sempre fomos de construir pontes, não nos habituamos a construir muros, e portanto temos essa grande vantagem de termos no nosso ADN, escu(o)teiros e guias, com preocupações em relação às alterações climáticas, o que é preciso mudar enquanto cidadãos nas nossas atitudes, e naquilo que é preciso exigir daqueles que têm efetivamente mais poder no mundo para não agravar as situações que temos." No final reiterou que todos os jovens, escu(o)teiros e guias podem de facto mudar o mundo.

Durante dois dias os perto de 300 participantes tiveram à sua disposição mais de 30 oradores, nacionais e estrangeiros distribuídos por três palcos diferentes, onde decorreram partilha de ideias, experiências nacionais e internacionais, projetos sociais, exemplos de empreendorismo, e ainda o impacto do escu(o)tismo e guidismo na sociedade sob forma de incentivo e de experimentar novos desafios.

O entusiasmo e motivação foram evidentes entre os participantes que foram desafiados a serem capazes de levar a mensagem mais longe, extrapolando este fim de semana e fazendo a diferença nos vários níveis onde o escu(o)tismo e guidismo está presente.

No final o pensamento foi comum entre todos os participantes, são mais as coisas em comum entre as três associações do que as diferencia, ficando o desafio para um futuro próximo.

Texto de: Susana Micaela Santos. Fotografia de: Manuel Joaquim.
 
Bookmark and Share