INÍCIO /// AGRUPAMENTOS
 
 
 
 
 
Uma mensagem de esperança e de confiança num futuro mais verde.
Artigo publicado a 2018-03-15 /// 1754 visualizações
 
Agrupamento 1100 ajuda na reflorestação de Portugal
O Agrupamento do Parque das Nações deixou mais de 200 árvores em Castanheira de Pêra, localidade afetada pelos incêndios de junho de 2017.
Depois de ter realizado ações de campanha de recolha de bens no período que se seguiu aos incêndios de junho e aos incêndios de outubro, do ano passado, o Agrupamento 1100, Parque das Nações, decidiu aliar o desafio do CNE "Um escuteiro, uma árvore", no âmbito do Projeto Tress for the World, e realizar essa plantação em Castanheira de Pêra.

As árvores autóctones disponibilizadas pelo CNE irão crescer num terreno devastado, que se reveste agora de um enorme simbolismo, sinal de esperança junto da população afetada.

O primeiro domingo do mês de março foi a data escolhida para a ação que mobilizou o Agrupamento.

Depois de uma oração inicial, foi a vez de o engenheiro florestal que acompanhou a plantação explicar aos elementos como se plantava uma árvore e quais os cuidados a ter durante o processo.

Por entre sorrisos e expectativa, os mais novos fizeram trios com as secções mais velhas e distribuíram-se pelo terreno destinado à plantação, respeitando a distância mínima entre cada árvore plantada.

O almoço realizou-se na sede dos Médicos do Mundo, em Castanheira de Pêra, onde a IV secção recebeu, ainda, toda a informação sobre o trabalho que a Associação de ajuda humanitária tem vindo a realizar desde junho de 2017.

O entusiasmo à partida do autocarro da sede do Agrupamento só foi superado pelo entusiasmo da chegada, com a certeza de que se plantou em Castanheira de Pêra, distrito de Leiria, uma mensagem de esperança e de confiança num futuro mais verde.

Texto e fotografia de: Rita Penela.
 
Bookmark and Share